top of page

Zaha Hadid

Zaha Mohammad Hadid, DBE (árabe: زها حديد; Bagdá, 31 de outubro de 1950 – Miami, 31 de março de 2016[1]) foi uma arquiteta e designer iraquiano-britânica, reconhecida com uma das maiores arquitetas do final do século XX e começo do século XXI.


Natural do Iraque, Hadid se formou em matemática, depois se formando em arquitetura, na Inglaterra, em 1972. Em busca de um sistema alternativo ao desenho arquitetônico tradicional e influenciada pelo suprematismo e pela vanguarda russa, Hadid adotou a pintura como ferramenta de design e abstração como seu princípio para "reinvestigar os experimentos falhos e não testados do Modernismo (...) a fim de revelar novos campos de construção".


Descrita pelo The Guardian como a "rainha das curvas", que "liberou a geometria arquitetônica, dando-lhe toda uma nova identidade expressiva", Hadid projetou construções em vários lugares do mundo.[5] Alguns de seus trabalhos mais famosos incluem o Centro Aquático de Londres para as Olimpíadas de 2012; o Eli and Edythe Broad Art Museum, em Roma; e a Guangzhou Opera House, na China.


Alguns de seus prêmios foram entregues postumamente, incluindo a estatueta do Brit Awards de 2017. Vários de seus edifícios ainda estavam em construção quando Hadid morreu, como o Aeroporto Internacional de Pequim-Daxing, em Pequim e o Estádio Al Janoub, no Catar, para a Copa do Mundo FIFA de 2022.


Hadid foi a primeira mulher e a primeira pessoa árabe a receber o Prêmio Pritzker, em 2004. Em 2010 e em 2011, ela recebeu um dos mais prestigiados prêmios de arquitetura do Reino Unido, o Prêmio Stirling. Em 2012, foi nomeada Dama do Ordem do Império Britânico pela rainha Elizabeth II, por seus serviços prestados à arquitetura e em fevereiro de 2016, um mês antes de sua morte, ela se tornou a primeira mulher a ganhar individualmente a Medalha de Ouro do Royal Institute of British Architects.[10]


Hadid integrou a lista da Forbes como uma das “Mulheres Mais Poderosas do Mundo“, e também foi nomeada como uma “Artista da Paz” pela Unesco. Em 2010, Zaha Hadid também foi considerada como a maior pensadora do mundo pela revista TIME.




13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page